quinta-feira, 28 de junho de 2012

O Cego: Aos S's até chegar aos ESSES!

Na região de Setúbal, vamos encontrar uma grande riqueza no que toca a paisagem, gastronomia (desde a doçaria, passando pelos queijos, até ao peixe fresco e ao choco frito) e vinhos.
Na visita à região, destacamos:

- O Restaurante D. Paco, no início da Avenida Luísa Todi, de frente para o local de embarque no ferryboat. Boa comida, bem confeccionada, rapidez e simpatia no serviço e afabilidade.

- Uma pacata e algo recôndita pastelaria regional, que pode passar despercebida aos visitantes de primeira viagem. A 12 Km de Setúbal, no número 150 da Rua José Augusto Coelho, em Vila Nogueira de Azeitão (2925-539 Azeitão, Setúbal) vamos encontrar a Pastelaria Cego (http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn#!/pages/Pastelaria-Regional-Cego-Lda/205417222834046), que conservando o aspecto de um estabelecimento comercial antigo, nada moderno ou Gourmet, não desilude na altura de provar as típicas Tortas da região, os Esses de Azeitão e o belo moscatel fresquinho para dissipar o calor de uma tarde veranil!
Se perguntarem ao dono sobre outros pontos de interesse gastronómico, será com um sorriso e entusiasmo desprendido que vos indicará, sem "puxar a brasa à sua sardinha", várias sugestões à medida das vossas pretensões. Para jantar ou almoçar nada como um peixinho fresco em Setúbal, ou, ainda melhor, em Sesimbra ou na aldeia do Meco. Afinal, é só escolher, porque Azeitão fica a 12 Km de "tudo" (12 Km para Setúbal, 12 Km para Sesimbra, 12 Km para Palmela).

- A recente Loja do Queijo (http://www.facebook.com/?ref=tn_tnmn#!/ALojaDoQueijoPedacosDeAzeitao), algumas dezenas de metros antes da Pastelaria Cego, na Praça da República, nº 34 (Vila Nogueira de Azeitão) onde, apesar do nome, não encontrarão apenas toda a panóplia de queijos da região, mas também, doçaria variada regional, chá e café nacional do tempo da avózinha e uma selecção dde vinhos, em que não faltam o moscatel puro e o moscatel roxo de várias casas. Pequena, mas bem organizada, relação qualidade-preço aceitável, simplicidade e um atendimento, sobretudo, profissional. Está aberta todos os dias da semana.

Moral da estória: se se quer comer o melhor de algo tradicional, há que perguntar aos habitantes qual o melhor sítio ou escolher entre os locais mais antigos e simples (por vezes, passando despercebidos), pois é aí que estão as pessoas que conhecem os segredos mais remotos da gastronomia tradicional. O gourmet, os espaços modernizados, com bom aspecto, de "cara lavada", fazem melhor serviço na busca de inovações.
Claro, que todas as regras têm excepções!

Bom apetite!


Sophia e Diogo

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Prelúdio

Aqui se marca a partida para um roteiro turístico e gastronómico baseado na experiência da nossa passagem por várias localidades deste nosso "rectângulo à beira-mar plantado" e arredores, tendo como fonte de informação primordial e fidedigna os habitantes de cada lugar.
Encontrarão aqui testemunhos fotográficos e escritos da qualidade ou ausência dela de sítios, pessoas e produtos tradicionais.
Dando primazia à gastronomia e hábitos típicos dos locais por onde passamos, esperamos inspirar a conhecer o que de melhor existe por aí fora.

 
Sophia & Diogo